Canal do Poder

Home /

Notícias

Temer comprou dois terrenos um dia depois de suposto repasse da JBS

Terça-feira, 10 de outubro de 2017, 11h43min

O presidente Michel Temer comprou dois terrenos em um condomínio de luxo em Itu, no interior paulista, em 2014, um dia após suposto repasse de dinheiro da JBS.

A informação sobre a compra foi revelada pelo “El País”.

De acordo com a delação dos executivos da JBS, no dia 2 de setembro daquele ano, foi entregue R$ 1 milhão ao coronel da Polícia Militar João Batista Lima Filho, amigo do presidente e apontado como operador de pagamentos que tinham Temer como destinatário.

No dia seguinte, uma empresa que pertence a Temer, a Tabapuã Investimentos e Participações, comprou dois terrenos no condomínio Terras de São José II, na cidade de Itu.

Um terreno custou R$ 380 mil e o outro R$ 334 mil. Não há na escritura registro de qual foi a forma de pagamento.

Há registro de que Temer deu uma procuração em dezembro de 2013, com validade de três anos, para que José Yunes controlasse e movimentasse as contas da empresa Tabapuã.

Yunes é advogado e foi assessor especial da Presidência, tendo deixado o cargo após ser citado na delação da Odebrecht.

O El País afirmou ter apurado que o presidente é dono de um andar inteiro no edifício Spazio Faria Lima, que rende pouco mais de 1 milhão de reais de aluguel.

Procurado pelo El País, Temer afirmou que as aquisições dos terrenos em Itu foram financiadas com recursos próprios e declaradas em Imposto de Renda.

O presidente negou ter recebido valores da JBS ou da Odebrecht como propina e acusa os delatores de inventar os depoimentos em troca de benesses legais.