Canal do Poder

Home /

Notícias

A cobrança do PMDB

Terça-feira, 30 de junho de 2015, 21h33min

Com a saída de Luciano Buligon do PMDB, o partido, ao que parece, está em segundo plano dentro da administração de Chapecó. O partido não foi convidado para discutir as mudanças e ajustes, anunciados dentro do governo municipal, o que gerou um desabafo e tom de cobrança do presidente municipal do PMDB de Chapecó, Irio Grolli.

“Antes, o Buligon (vice-prefeito) era do PMDB, como ele não é mais, o PMDB não está mais representado na administração. Deveriam ter, no mínimo, convidado o presidente do partido para negociar e esclarecer isso com o partido. Vamos reunir o diretório do partido para discutir o que vamos fazer”, reclamou.

Mesmo com a saída do vice-prefeito Luciano Buligon do PMDB, o partido ficou com os cargos na administração, mas talvez muitos estejam na lista de exonerações que sai nesta quarta-feira. Fora isso, o partido tem vereadores, que hoje fazem parte da base aliada que apoia o prefeito José Caramori (PSD). O PSD vai ter que usar muita diplomacia para não perder este apoio.